Acompanhantes Dominadoras em Portugal (e também fetichistas!)

Com o surgimento da Internet, muitas coisas tornaram-se mais fáceis e mais acessíveis. Isto é especialmente verdade quando se trata de encontrar parceiras sexuais.

No passado, se um homem andava à procurava de uma parceira perversa ou dominadora em Portugal, a sua única opção era ir a um local físico como um clube BDSM ou uma festa BDSM e esperar que encontrasse alguém que satisfizesse as suas necessidades.

Com o advento dos encontros online, no entanto, passámos a ter acesso a uma riqueza de potenciais parceiras que estão disponíveis em qualquer altura e em qualquer lugar. Ler mais

O Swing em Portugal, o Tabu das Mulheres Pagas – By TugaEris

As Acompanhantes de Luxo não são desejadas nos Clubes Swinger
As Acompanhantes não são desejadas nos Clubes Swinger

Este artigo tem a autoria de “TugaEris”, uma autora convidada que regularmente escreve no Blog Escortera. O Escortera.com apenas revisou a grafia e o contexto editorial do mesmo, não sendo assim responsável pela veracidade ou fidelidade das informações nele veiculadas.
Muito se fala do mundo do swing, como funciona e existe um tema que é sempre «tabu» :

Existem mulheres contratadas no mundo do swing?

Vou responder a esta pergunta de forma generalizada, com base em todos os clubes de swing a que já fui até hoje.

Nenhum dos clubes onde fui tinha mulheres a receber qualquer pagamento fosse que fosse por qualquer serviço.

Os clubes de swing na sua maioria funcionam como se fosse uma «casa de familia». São locais privados e discretos com publicidade divulgada em sítios específicos de modo a atingir o seu público alvo, os casais com uma mente aberta. Para qualquer um conseguir lá entrar terá de efectuar um contacto telefónico prévio e à porta do local poderá ainda ter de ser feita uma selecção de acordo com as normas de cada clube.

A maioria das pessoa que fazem parte do staff do clube, sejam bartender, relações publicas etc.. não são pessoas contratadas, mas sim utilizadores frequentes do clube que acreditam no seu conceito e disponibilizam os seus serviços de modo a beneficiar o espaço onde se sentem confortáveis.

 

 

Isto para terem noção que se o espaço não paga a staff normal, não faria qualquer sentido pagar a mulheres ou acompanhantes para estarem no local.
As mulheres que estão no local vão enquanto casal ou singles femininas.

As singles femininas são mulheres que se divorciaram, que tipicamente já eram frequentadoras do clube enquanto casal e que agora mantêm-se sozinhas, sendo que por vezes algumas pertencem a relações a três ou são amigas de algum casal Swinger.

As minhas favoritas e as com quem mais tenho convivido são as mulheres single ninfomaníacas! Mulheres que adoram sexo por mero prazer! Casadas ou solteiras que procuram nestes clubes quantidades industriais de orgasmos.

Posso-vos confidenciar que há umas semanas atrás quatro singles masculinos entraram num clube, ressalvo que às sextas-feiras é permitida a entrada a homens sozinhos, encontraram uma ninfomaníaca e após algum tempo de convívio, ela subiu para um dos quartos para uma festa a cinco. Algum tempo depois desceu triste, questionada se estava tudo bem respondeu:

– Quatro não valiam nadinha, nenhum deles me conseguiu fazer vir! Ler mais

Cuckquean – Prazer no Feminino – By TugaEris

O prazer da mulher observar o companheiro a ter sexo com outras
O prazer da mulher observar o companheiro a ter sexo com outras

A maioria de nós já terá ouvido falar em «Cuckold» que apesar de ter varias interpretações no fundo significa esposo de mulher adultera com consentimento. Usando linguagem de foda significa «Homem que tem tesão a ver a mulher a foder com outros homens. O chamado Corno Manso»

E uma Cuckquean o que será?

Não vou dar explicações «cientificas», é uma mulher que se excita a ver o homem com outras mulheres. E sim existe! E não é uma amante ou uma adepta do Poliamor porque as mulheres que entrarem na fantasia deste casal serão «descartáveis», não irão fazer parte de nenhuma relação amorosa e sim satisfação sexual.

Tive o prazer de conhecer e estar à conversa com uma Cuckquean e o brilho dos seus olhos a descrever o que sentia a ver o marido a foder outra mulher com força e garra deixaram me entusiasmada, admirada e excitada ao mesmo tempo, enfim, um misto de sentimentos difíceis de descrever.

Se por uma lado não sabia que existiam mulheres com uma abertura sexual gigante e senti entusiasmo com a novidade, por outro lado fiquei admirada com a naturalidade com que me contava as aventuras do marido.

 A primeira vez que decidi por em pratica a minha fantasia estávamos juntos há dois anos, telefonei-lhe e disse, «querido vou levar uma amiga para casa!», não sabia que a amiga tinha sido ex namorada dele, ainda assim correu bem a mesma!

Questionei-a sobre o facto de ela aceitar mulheres na sua casa, na sua cama, pois de um modo geral nós mulheres somos possessivas. Eu considero-me uma mulher com uma abertura sexual e confesso que já fiz ménage  com namorados de forma tranquila mas nunca imaginei uma outra mulher na minha cama, nos meus lençóis e a limpar-se às minhas toalhas.

Então fode o meu homem ainda usa as minhas coisas?? Nada disso!

E falei-lhe sobre este meu dilema e  Ela Responde:
Oh Ana a água, o sabão são fantásticos lavam tudo, quero lá eu saber de cabelos ou perfumes. Quando telefono ao meu marido e ele diz que está em casa acompanhado,

vou mais depressa, com mais tesão, para ainda assistir e no fim ainda tomo o pequeno almoço com ela, sem problemas Ler mais

A FOSTA-SESTA, o fecho do Backpage e o futuro das Acompanhantes

Mais de 35% de todos os dados na Internet correspondem a Sexo
Mais de 35% de todos os dados na Internet correspondem a Sexo

Backpage.com – A Liberdade de expressão acima de tudo.

À luz dos mais recentes acontecimentos que estão presentemente a ocorrer nos EUA, a equipa técnica do CMS Escortera decidiu vir hoje tecer alguns comentários sobre o tema.

Antes de mais devemos reiterar veementemente que, na toda plenitude libertária que normalmente assiste aos Geeks mais profundos, somos totalmente contra quem nos corta a liberdade de expressão.

Ideologias e clivagens políticas à parte, não obstante a nossa equipa estar mais ou menos em sintonia em muitas matérias, afirmamos publicamente que somos todos contra práticas totalitaristas, proteccionistas ou conservadoras. Respeitamos opiniões contrárias. Dissemos.

Vamos lá começar. O que se está a passar?

O artigo 230 da “Communications Decency Act”

A Internet foi fundada sob o principio da livre liberdade de expressão e foi isso que a fez florescer comercialmente e de forma exponencial a partir de 1996.

Em 1996 saia para a rua o artigo 230 da  “The Communication Decency Act” nos EUA, artigo esse que regulava especificidades que a novidade da Internet começava a encetar.

Salvo algumas situações de âmbito criminal, foi estipulado nesse artigo 230  que os fornecedores de comunicações, onde se incluem os donos de páginas Web e serviços de alojamento de sites, nunca poderiam ser responsabilizados por conteúdos publicados pelos visitantes anónimos ou não anónimos que frequentariam os seus sites.

Não só porque seria humanamente impossível controlar todos os conteúdos publicados nas páginas, especialmente numa época em que os primeiros conceitos da Web 2.0 começavam a surgir (foruns de discussão, chats ao vivo,etc), mas também porque achou-se que os automatismos necessários para monitorizar os conteúdos seriam de uma envergadura tal, que só as grandes corporações os poderiam alguma vez almejar.

Assim e para bem do crescimento da Internet comercial, para bem da liberdade de expressão e especialmente para bem da uma concorrência mais justa, surgia o famoso artigo 230.

A explosão da pornografia, Sexo e culturas alternativas na Internet

A partir de 1996 e com o artigo 230, a Internet correu à velocidade da luz.

Entre alguns antigos media que se apressaram para a nova galinha dos ovos de ouro, mercados de transacções de artigos e o vulgar E-commerce, começaram então a proliferar milhares de sites com conteúdo pornográfico.

Sejamos francos, o anonimato e o conforto de acesso que a Internet oferecia aos seus utilizadores era impagável para que as grandes produtoras não se apressassem a invadir a Internet.  A Internet estava como pão para a boca para a indústria do Sexo.

Ao mesmo tempo que a indústria tradicional da pornografia (videos pornográficos) se lançava com afinco nessa nova auto estrada da informação, começavam a surgir muitos outros projectos relacionados com a indústria do sexo ou relacionados com temáticas adultas.

Sites pessoais amadores de actrizes pornográficas, Sites de webcams em tempo real com meninas a mostrarem os seus dotes fisicos, comunidades de discussão LGBT, todos surgiram nessa altura e os primeiros sites de encontros na Internet, mais especificamente para relacionamento sexual, começavam a dar os seus primeiros passos.

A mais antiga profissão do mundo, a prostituição, essa não ficou de fora. Nessa altura apareceram também os primeiros sites de classificados adultos e relax.  Foi o inicio também da proliferação dos sites das Acompanhantes e Escorts um pouco por todo o mundo.

O papel da indústria do Sexo nas tecnologias Internet

Génios da programação rapidamente foram trabalhar para a indústria do sexo e as melhores invenções tecnológicas Web e técnicas de social / web marketing que alguma vez foram inventadas na Internet e que hoje conhecemos, foram-no pelos jovens que abarcaram a indústria do sexo até à viragem para o novo milénio.

Muitas das invenções que hoje em dia vemos mediatizadas pelos colossos do social media, Facebook, Instagram, Youtube, Snapchat, entre tantos, foram descobertas e extensivamente usadas (e o ainda o são hoje)  pelas indústrias do entretenimento adulto.

Os algoritmos avançados de compressão de vídeo streaming foram inventados pela indústria pornográfica.

As transmissões de webcam que vemos hoje em dia no Periscope ou no Youtube, já há mais de 20 anos existem na Internet dos adultos.

As primeiras redes sociais e partilha de contactos apareceram na indústria adulta muito antes de qualquer MySpace ou Facebook.

As técnicas de afiliação e vendas comissionistas apareceram primeiro nos sites pornográficos ou de âmbito adulto, muito antes de aparecerem na Amazon quando esta ainda só vendia livros online.

Com a chegada dos fundos de investimento e do grande capital de risco à Internet, estes historicamente avessos à indústria do Sexo, aos riscos e ética moral que essa indústria acarreta, muito dinheiro começou a ser lançado em novos projectos “mainstream”, ou seja, projectos fora da área de adultos.

Com a chegada destes, muitos programadores e génios informáticos de topo abandonaram a Indústria do sexo e dos Sites Adultos, contudo as suas invenções ficaram para a posteridade e são hoje em dia usadas por centenas de milhões de pessoas todos os dias.

A escalada dos sites de Classificados de Convivio e de Acompanhantes

Entrando no novo milénio, a indústria do sexo na Internet jorrava saúde e com ela começavam pouco a pouco a aparecer os primeiros unicórnios na Indústria dos classificados adultos e acompanhantes, nicho esse que até então tinha actuado num mercado altamente capilarizado e muito fragmentado.

Nos EUA por exemplo,  o rei dos anúncios de classificados de acompanhantes era o Craigslist.com e assim o foi até cerca de 2010, ano em que sob imensa pressão mediática e política, foi obrigado a suspender a área de “Escorts e Acompanhantes”.

Na altura foram várias as vozes que surgiram alegando que seria o principio do fim da liberdade de expressão na Internet, mas achou-se que uns poucos casos de violação e outros crimes cometidos supostamente por contactos iniciados através do Craigslist, justificariam o fim dessa categoria de serviços no mesmo.

Claro que muitas das prostitutas, massagistas e acompanhantes de luxo rapidamente se mexeram publicando os seus anúncios em outras categorias do Craigslist, nomeadamente na categoria de Dating, os vulgares encontros e namoro.

Contudo as reservas e a moderação a esses anúncios intensificaram-se por parte do staff do Craigslist, o que levou à progressiva debandada do Craigslist por parte de muitos anunciantes adultos, ávidos de novos sites onde pudessem promover e divulgar os seus serviços.

O mercado dos classificados de sexo voltou a estar fracturado nos EUA e muitos adultos dispersaram-se por centenas de sites, mas apenas por poucos meses….

O surgimento do Backpage.com – O novo Rei dos Classificados adultos.

Por volta do ano de 2004 surgia o Backpage.com, apontado inicialmente como um rival do Craigslist e que também actuava no mercado vertical dos classificados horizontais.

Será importante clarificar o caro leitor do Blog Escortera sobre o que significam os conceitos Vertical e horizontal quando falamos de mercados Internet.

Um nicho ou mercado horizontal em Internet é consensualmente aceite como um site que possui várias categorias ou segmentos informativos. Um exemplo será um portal tipo o Sapo.pt ou um Yahoo.com, com os seus serviços de noticias temáticas, serviços de Email, Blogs e outros.

Já um vertical em Internet significa que o site aponta para uma determinada categoria de serviços em especifico.

Ora, na indústria dos classificados e dos anúncios online há os verticais e horizontais.

Um exemplo de um site de anúncios classificados Vertical é o Escortera.com, pois só lida com a publicitação de anuncios de profissionais do sexo independentes.

um exemplo de um site de classificados horizontal poderá ser um OLX.pt, pois o mesmo compreende uma série de categorias diferentes de anúncios, que poderão abranger toda a área automóvel, a venda de artigos de tecnologia e acabar nas áreas de anúncios de encontros ( de carácter não sexual).

Retomando o assunto do Backpage.com, este era (e sempre foi) um portal de classificados do estilo “horizontal”, muito secundário enquanto o Craigslist reinou com os anúncios de acompanhantes, contudo quando o Craisglist foi forçado sob pressão a fechar as àreas adultas em 2010, rapidamente o Backpage se tornou o destino de muitas pessoas da indústria do sexo.

Em 2011 já era o segundo site de classificados mais visitado nos EUA logo atrás do Craigslist, muito à conta do florescimento das áreas de anúncios destinados aos Acompanhantes de luxo, massagistas, strippers e outros quejandos.

Um Backpage.com Renascido e com mais força

O negócio corria de vento em popa e estima-se que já em 2011 a facturação anual do Backpage seria na ordem dos vários milhões de dólares anuais, sendo que 90% destes seriam à conta da venda de anúncios adultos.

Não obstante ser um negócio altamente lucrativo, os donos do Backpage.com,  a norte americana dona de vários títulos de imprensa alternativos “Village Voice People“, talvez prevendo problemas futuros do mesmo âmbito que o Craigslist tinha tido anos antes, decidiu vender em 2014 todas as suas participações a uma nova empresa encabeçada por ex-executivos da “Village Voice People”  com Carl Ferrer, fundador do Backpage, à cabeça da nova empresa.

Carl Ferrer, através de várias empresas participadas e sub participadas por uma holding sediada na Holanda, começou a gerir o Backpage.com com o propósito especifico de expandir as vendas do que começava a ser o seu nicho principal, a venda de anúncios às acompanhantes de luxo e serviços de prostituição em geral.

Dos cerca de 6 milhões de dólares reportados de facturação no ano de 2011, Carl Ferrer construiu um mega mastodonte de classificados online , maioritariamente de anúncios de prostituição, capaz de gerar receitas na ordem dos 500 milhões de dolares anuais. Alguns argumentam que foram 500 milhões acumulados e não anuais, mas temos por fonte segura que seriam valores anualizados.

Várias fontes mencionam que os valores em finais de 2017 chegavam a ser bem superiores aos cerca de 500 milhões reportados. Para se ter uma ideia da dimensão do negócio, há indicações de que entre 2013 e 2015 e somente para o estado da Califórnia nos EUA , o

Backpage tinha conseguido vendas acumuladas em torno dos mais de 50 milhões de dólares Ler mais

Roteiro Ano Novo Sexual – Sugestões by TugaEris

2018 KickOff - Espaço Agera - Cedofeita, Porto
2018 KickOff – Espaço Agera – Cedofeita, Porto

Roteiro Sexual Reveillon 2017-2018

 

Para aqueles que Ano Novo é sinal de muito sexo e desejam ter uma passagem de ano neste gigantesco mundo, deixo-vos algumas sugestões:

Baixa do Porto ( Espaço Agera – Cedofeita)

Actriz Porn – Diana Cu de Melancia

Autógrafos e fotos ( valor da entrada 5€)

Possível compra de mesas VIP

Link para compra de Bilhetes

https://www.last2ticket.com/pt/events/570/sessions/15263/2018-kickoff-passagem-de-ano

 

Vila Nova de Gaia – Tass Bem Swing Club

Com sexo ao vivo, strip, pole dance, bar aberto

Contacto para reservas

https://www.facebook.com/tassbemswing.porto/

 

Motel Príncipe Encantado – Na zona da Mealhada

Reservas até as 20H de dia 31/12

Passagem de ano com muito prazer Oferta de Espumante preços desde 55€

Contactos para reservas 231949889/ 9172612180 email: geral@motelprincipeencantado.com

https://motelprincipeencantado.com/

 

 

Alenquer – Afrodita Swing Club 

Buffet, swing, com a presença do Dj Hugo Big F e a actriz porn Carla Kinky- Rainha do Dogging em Portugal

Para casais e singles – valor 30€
 

 

Charneca da Caparica  –  Divinus Aroeira Swing Club Ler mais

RentalGirlFriends – Namoradas de Aluguer by TugaEris

Ganhar dinheiro com Sexo
Muitas forma de ganhar dinheiro com sexo

“Existem muitos tipos de trabalhadora do sexo:

Sexting –  menina que troca email ou sms eróticos

Sexfone – Sexo através de conversa telefónica

Camgirl –  Sexo através da camera, pode ser telemóvel/ pc, através de aplicações ou sites.

Massagista – No caso de massagens com «happy ending» ou o Body to Body

Actriz Pornográfica – Filmes eróticos

Acompanhante – De luxo ou mais simples que faça o convívio.

 

E provavelmente existem muitos mais, e  teria muito para falar de todas as que mencionei anteriormente. O que todas têm em comum? Usam o sexo em troca de dinheiro enquadrando-se assim todas na categoria de profissional do sexo.

E sem muitos rodeios não vale a pena discutir se uma é mais puta que a outra, porque o fim e a matéria prima utilizada é a mesma, logo são todas iguais, não existe «Puta Mor»

Agora em Portugal surgiu neste último ano a primeira agência de aluguer de namoradas.

Qual a diferença entre esta plataforma e qualquer outra de acompanhantes

É que nesta plataforma apenas encontram raparigas disponíveis para simular uma relação amorosa não envolvendo contacto sexual.

 

Vamos imaginar um Homem gay, cuja família insiste para ele levar a namorada lá a casa.

Contrata os serviços desta agência e leva a menina a conhecer a família.

Se qualquer acompanhante poderia fazer este serviço? Sim podia!

Mas teria de se perguntar uma a uma quais estariam disponíveis para isso e se calhar nem todas aceitariam.

 

Outra situação possível,

um homem que só quer companhia para um jantar ou cinema. Uma vez  mais recorre à agência em questão. Ler mais

“A arte de chupar um Caralho” by TugaEris

Exemplificando Broche
Simulando o Fellatio perfeito…

Aqui está o segredo dos deuses…

“Como chupar bem um caralho?”

1) Nada de nojos! ( Nojo de que caralho? Então não é chixa da boa? Têm melado? Melhor ainda! Se não tivesse e que era uma chatice)

Tem de se ter prazer no que se esta a fazer. Se isso não se transmite, aquilo ainda mirra.”

 

2) Começa com lambidelas suaves, passa os lábios suave,  beijando e passando a língua de cima a baixo.”


3) Colhões, não te esqueças das bolas! Sugas, enfias tudo na boca e chupa isso com vontade. Faz o pino mas chupa bem as bolas.”

 

4) Olha para a cara e olhos do homem enquanto chupas o pau (todos adoram)”

 

5) Passa a língua pela ponta da cabeça, com os dentes e ao de leve.”

6) Relaxa a garganta para que ele entre o máximo possível, a dada altura é possível que sintas o vómito, fica tranquila. Homens que gostam de garganta funda, esse vómito dá-lhes uma tesão louca

Não uses spray para dilatar a garganta, a maioria deles têm substancias que poderão ser tóxicas.”

 

7) Se chupares com o preservativos (eu pessoalmente não gosto mas ás vezes tem de ser),  mete o preservativo com a boca.”

 

8) Queres praticar sem homem? Sem vergonhas. Vais ao supermercado, compras um pepino, medida ao teu gosto, lava e pratica a colocação do preservativo e todo o broche em si.

Ninguém nasce ensinado, eu aprendi assim e pratiquei muitas horas. Colocas o pepino de forma a que fique fixo, isto se não tiveres nenhum vibrador, mãos atrás das costas e fazes a colocação do preservativo só com a boca, e treinas a garganta funda e as chupadelas.”

 

9) Para terminar o broche Ler mais

Acompanhantes de Luxo ilimitadas por 30 euros

Parece que os típicos rodízios de carne (vulgo comida mesmo!) tão tipicos do Brazil, tais como os que temos cá por Portugal promovidos pelo grupo Chimarrão), estão a virar moda mas desta vez no que toca às acompanhantes de luxo.

Ao que soubemos, uma mega festa amplamente promovida na internet por uma casa de acompanhantes de luxo em Guarulhos (no bairro Itapegica), na zona metropolitana de São Paulo, foi efectivamente para a frente e acabou por ser realizada contra todas as expectativas. Segundo vários testemunhos, a festa que tinha sido programada para o passado dia

13 de Setembro, foi um mega sucesso Ler mais

Acompanhantes e Escorts – Como fazer convivio com mulheres

Acompanhantes e Escorts em Lisboa - Rafaela 969517218
Escortera – Acompanhantes Lisboa – Modelo Rafaela

Muitos são aqueles homens que, adorando mulheres lindas e sexy e que procurando por companhia e convívio, acabam por visitar os sites de divulgação de anúncios de Acompanhantes e Escorts e que por falta de coragem, tacto ou normas de etiqueta de como interagirem com elas, acabam por nunca iniciar o contacto telefónico com as acompanhantes ou tendo iniciado esse telefonema e encetado uma experiência de contacto com elas, acabam sempre reduzidos a experiências muito pouco satisfatórias.

É verdade que a maioria dos homens que acabam por visitar este tipo de sites de anúncios classificados, tipo o Escortera.com, fazem-no apenas com o intuito de se masturbarem visualizando fotografias de mulheres em poses eróticas ou pornográficas. É a chamada gratificação sexual instantânea.
Contudo também existem um outro grupo de homens que de facto têm possibilidades económicas para pagar serviços de acompanhantes, têm desejo de contacto com mulheres, mas que não sabem como e quando o devem fazer. Simplesmente precisam de ganhar coragem e também adquirir valências técnicas quanto à melhor forma de abordar o mundo do putedo.

Neste nosso post de hoje no blog Escortera Portugal, vamos dar alguns conselhos e dicas a todos os homens que desejem contactar Acompanhantes e Escorts femininas, com o intuito de obterem noites, tardes ou apenas algumas horas de sexo e companhia inesquecíveis.

Acompanhantes de Luxo – Procure por sites credíveis

Existem vários sites, mas a plataforma Escortera é ímpar no que toca à rápida identificação, verificação de autenticidade e no facilitar o contacto imediato com qualquer Acompanhante ou Escort. Com as suas Webapps, mobile apps optimizadas para smartphones e as suas aplicações Android, o cliente consegue não só saber quais são as acompanhantes com fotos reais que estão disponíveis em Portugal, bem como consegue também obter a localização das mesmas e até indicações de navegação GPS turn by turn para ir ter com elas. A plataforma Escortera tem uma funcionalidade única que localiza o visitante na sua área geográfica e automaticamente lhe dá as Acompanhantes e Escorts que estão mais perto dele. Numa época em que o tempo de todos é ultra-limitado por causa de compromissos familiares e profissionais, porque razão perder tempo com sites de classificados e acompanhantes que só metem “palha” e coisas que não interessam?

Com o Escortera.com você vai directo ao assunto, toda a informação relevante sobre Acompanhantes e Escorts directamente no seu Smartphone (Android ou Iphone), quando quiser, onde estiver e como quiser.

Identifique as Acompanhantes e Escorts da sua preferência em Escortera.com

Aceda a www.escortera.com do seu smartphone ou PC ou ainda através da sua Android APP, selecione a sua localização e veja as mulheres bonitas que temos para si e que estão próximas de si. Clique no perfil da sua predilecta e abra-o. Analise e vejas as fotos e vídeos da Acompanhante escolhida. Clique em ver número de contacto.

Ligue para a Acompanhante seleccionada

Pode enviar um SMS, mas a maioria das acompanhantes não lhe irá devolver qualquer resposta. Opte por ligar, posicionar a sua voz e dialogar com seriedade com a acompanhante, tal como se tivesse a solicitar informações para aquisição de um qualquer outro tipo de serviço.

Não ligue de números anónimos para qualquer Acompanhante ou Escort. Nunca!

Não ligue de números anónimos ou incógnitos, as acompanhantes e escorts não irão atender a sua chamada. As mulheres acompanhantes (especialmente as mulheres novatas) são muito atentas quanto à sua própria protecção e segurança físicas, enfim, têm sempre receio de que um contacto sexual com um cliente possa despoletar em actos que atentem contra a sua integridade física. Assim e por forma a terem “histórico” sobre o cliente, preferem ter um número de telefone real e não um incógnito. Esteja descansado que elas não lhe irão telefonar a incomodá-lo. Elas estão cientes de que a privacidade do cliente é regra de ouro nesta profissão.

Se está mesmo assim cioso da sua privacidade, opte por ligar de um número de telemóvel secundário (cartão pré-pago), mas nunca ligue de números anónimos ou privados.

Ao telefone, faça perguntas à Acompanhante de luxo

Pode iniciar a conversa com um simples “Boa tarde, estou a ver o seu anúncio em Escortera e gostaria de saber mais informações“. Se tem fantasias confirme se a Acompanhante de Luxo se sente à vontade com elas. Confirme se as tags no perfil da acompanhante correspondem à realidade. Convívio completo (anal), dominação, fetiches, acessórios eróticos são algumas das fantasias procuradas pelos clientes e para as quais muitas acompanhantes de luxo estão preparadas.

Não se esqueça de confirmar a localização da acompanhante e preço dos serviços Ler mais

Acompanhantes Gay, quando eles são militares

Nicky Blue Eyes” tem uma excelente aparência e um olhar sedutor, ele é o exemplo do soldado sobre o qual a maior parte das fantasias masculinas e femininas recaem normalmente.

O ex-membro do Corpo de Fuzileiros Navais é um dos muitos militares que capitalizam a sua imagem viril vendendo os seus serviços aos fetichistas apreciadores do sexo com acompanhantes Gay.

Depois de ter prestado funções no exército durante sete anos, Nicky Blue Eyes acabou por perder a perna com um engenho explosivo improvisado por um talibã afegão e rapidamente se apercebeu que face ao inevitável veredicto de inapto para a prática militar, o dinheiro rapidamente iria começar a escassear.

Urgentemente decidiu então procurar na internet uma actividade que lhe pudesse fazer substituir a “pica” da experiência de guerrilha e decidiu colocar um anúncio online num site de classificados de acompanhantes Gay masculinos.
Não que Nicky Blue Eyes não tivesse já passado antes pela experiência de ser um Acompanhante Gay Masculino, “

antes de me alistar no exército, tinha tido uma ou outra experiências do género e até tinha gostado Ler mais